Asset 57
Asset 54

Subscrição de conteúdo

Receba as novidades sobre os nossos produtos e serviços

29 Março 2022

Como elaborar um plano de marketing digital

Gostava de elaborar um plano de marketing digital para a sua empresa?

Hoje em dia, as empresas não sobrevivem sem uma estratégia de marketing digital completa e integrada, que as posicione no mercado. É nesse planeamento que se define, muitas vezes, o sucesso ou o fracasso de um negócio.

Neste artigo, damos-lhe algumas dicas para elaborar um plano de marketing digital de sucesso.

No entanto, se preferir confiar esse plano na mão de profissionais experientes, saiba que pode confiar na Netgócio para elaborar essa estrutura e planeamento. Fale connosco! 

O que é um plano de marketing digital?

O plano de marketing digital é um documento que contém as principais informações sobre a estratégia da sua marca. 

Nesse documento, devem estar as informações mais importantes para a sua estratégia, como os objetivos, o público-alvo, a concorrência, as ações a serem aplicadas e a respetiva monitorização. 🔎

O principal objetivo desse documento é conseguir definir as ações a serem implementadas, por isso, deverá ser claro e objetivo.



 

Quais são as vantagens de elaborar um plano de marketing digital?

Um plano de marketing digital é uma ferramenta útil e muito valiosa para o seu negócio, que lhe pode trazer inúmeros benefícios, entre os quais:
 

👉 Definir metas e objetivos realistas, durante um determinado período;
👉 Conhecer melhor o mercado onde atua e o seu público;
👉 Perceber, com mais clareza, os objetivos que pretende atingir;
👉 Justificar investimentos em marketing;
👉 Concentrar a informação em apenas um lugar;
👉 Conhecer a sua marca e identificar as suas vantagens competitivas.

Como elaborar um plano de marketing digital?

Pesquisa de Mercado 🕵️

 

A parte de pesquisa é muitas vezes descurada, mas é uma das mais importantes (e a primeira) quando se elabora um plano de marketing digital. 

É nesta fase que vai ter uma perspetiva geral do seu negócio no mercado, e de como ele se posiciona, com base na análise do seu público e dos seus concorrentes.

Quantas marcas existem neste ramo de atuação?
Onde se localizam?
Que tipo de serviços/produtos oferecem?
Onde existe falta de oferta do meu produto/serviço?


Defina os seus objetivos iniciais.

Nesta fase, aconselhamos a definir um objetivo geral da marca (exemplo: aumentar a notoriedade na cidade do Porto) e outros mais específicos para campanhas (exemplos: aumento de leads; fidelização de clientes).

Lembre-se desta expressão de marketing: SMART, o acrónimo em inglês, que significa: specific, measurable, achieavable, realistic e timed.

Em português, é importante que estes objetivos sejam específicos, mensuráveis, alcançáveis, realistas e com prazos definidos.

Defina o público-alvo, as personas e a concorrência.


Ter um público bem definido é fundamental para:
 

👉 definir e redirecionar as ações;
👉 evitar gastos com público não qualificado;
👉 não pôr em causa o nome da sua marca (com questões culturais, por exemplo);
👉 percenber os hábitos de compra de um cliente típico.

 

Definir o público-alvo dá-nos uma perspetiva geral dos seus clientes:

👉 Que idade têm? 
👉 Onde vivem?
👉 Qual é o seu género?
👉 Qual é o seu estado civil?
👉 O que estudaram?
👉 Qual é a sua profissão?
👉 Qual é o seu poder de compra?
👉 Quais são os seus hábitos de consumo?

 

Se quiser ir mais longe, defina as personas do seu negócio. As personas são personagens fictícias que representam os seus clientes.

Para definir uma persona, terá de preencher os seguintes pontos:
 

👉 Um nome fictício;
👉 A sua profissão e idade;
👉 A sua rotina diária;
👉 Os seus hobbies;
👉 Os hábitos de compra;
👉 As redes sociais favoritas;
👉 Os problemas que poderá encontrar no serviço/produto;
👉 Os seus valores;
👉 Os seus objetivos/ambições;
👉 As suas dúvidas.

Existem diferentes tipos de personas. Vamos falar-lhe dos tipos mais comuns:

Buyer persona. Representa o consumidor e procura compreender as preferências e comportamentos do público no ato de compra.

User persona. Esta persona difere da buyer persona, porque nem sempre os utilizadores do produto são os compradores. Por exemplo, se estivéssemos a falar de brinquedos, a buyer persona poderia ser a mãe e o user persona seria a criança.

Audience persona. Refere-se à representação do perfil de utilizadores que tem consumido os conteúdos da sua marca nas diferentes plataformas online. Definir esta persona é mais indicado para aumentar a visibilidade da sua marca e atrair mais visitantes para o seu site. 

Brand Persona. Se a sua empresa fosse uma pessoa, quem seria? Esta persona responde a questa questão; quais seriam as características psicológicas da marca e de que forma é que gostaria de ser vista na sociedade.

Site Persona. Identifica o tipo de utilizador que visita o seu website e ajuda a responder a questões como: o que o levou ao meu site? Que páginas visitou? Quanto tempo demorou a sair? Estas questões são preponderantes para o sucesso do seu site, e definir esta persona permite-lhe perceber que melhorias precisa de fazer.

Conheça a sua concorrência.

Esteja atento aos seus concorrentes e aos objetivos e estratégias dos mesmos.

Assim, pode identificar oportunidades de negócio ao identificar lacunas na oferta da sua concorrência; e também evita que o conteúdo se repita.

Estudar e conhecer a concorrência é fundamental para se destacar na área de atuação do seu negócio.

Defina as suas metas.

As metas diferem dos objetivos, porque devem conter números específicos. É nesta parte que falamos dos KPIs.

Os KPIs (Key Performance Indicatores) são os dados que medem o desempenho de determinada campanha, e estão diretamente ligados às metas e objetivos do plano de marketing digital.
 

Os KPIs utilizam dois tipos de métricas:

  • Métricas de Resultados: Respondem à pergunta “Qual é o objetivo da minha campanha?”. A resposta poderá ser “Aumentar o número de leads em 20%”.

  • Métricas do Processo: Repondem à pergunta “De que forma podemos atingir o objetivo?”, sendo dados que dão um feedback importante sobre o desempenho dos elementos do processo.
     

​​​KPIs de sucesso baseiam-se em 3 Ms: Measurable, Managerable e Meaningful (em português: mensurável, adaptável e significativo).

Ou seja, devem ser fáceis de medir através de números, precisam de ser adaptáveis para estarem no controlo da equipa e devem ter um impacto significativo para os objetivos e metas da marca.

Ou seja, para definir bons KPIs, precisa de:

1) Fazer um balanço de métricas de resultados e métricas de processo;
2 Desenvolvê-los com os 3 Ms em mente.
 

Estratégias de ação e planeamento 🤓

Definição das principais estratégias a utilizar

Para perceber quais são as estratégias de marketing que fazem mais sentido para o seu plano de marketing digital, deverá ter em conta os seus objetivos iniciais e as necessidades da sua empresa.

Se este é um assunto em que está totalmente às escuras, aqui está uma lista das estratégias de marketing mais comuns:

📈 Redes Sociais;
📈 E-mail Marketing (newsletters);
📈 Blog;
📈 Marketing de Influência;
📈 Tráfego pago;
📈 SEO e SEM.

Definição dos canais a utilizar

É importante que perceba quais são os meios de comunicação mais eficaz. Não basta dizer que quer aparecer nas redes sociais; é necessário refletir sobre aquelas que fazem mais sentido para o negócio.

Assim, de modo geral:

💥  Instagram: ideal para marcas de lifestyle, como moda, decoração, bem-estar, saúde, 
💥 Facebook: para além das marcas referidas em cima para Instagram, o Facebook também é fundamental para revistas, jornais e serviços
💥 LinkedIn: é importante que a sua marca tenha uma página de empresa criada na rede profissional mais famosa do mundo. A regularidade de publicações irá depender da área de atuação.
💥 Twitter: muito utilizado para assuntos que suscitam muita interação (exemplo: blockchain)
💥YouTube: mais utilizado para marcas com alguma pessoa que as identifique (exemplos: chefes de culinária, entrevistadores, especialistas em determinada área)

Cronograma de Ações

De nada vai adiantar ter um plano se não o situar temporalmente. Estruture as suas ações, de modo que consiga ter datas específicas para cada uma delas.

Alguns exemplos:

Campanha do Dia da Mãe: de 3 a 15 de maio
Campanha Black Friday: Último fim de semana de novembro
Evento Anual da Marca: 5 de agosto Ter um cronograma ajuda a antecipar imprevistos e a definir prioridades.

 

Qual é a estrutura do plano de marketing?

1) Pesquisa

1.1) Definição de objetivos
1.2) Análise de mercado (público-alvo, personas e concorrência)
1.3) Métricas e KPIs

2) Estratégias de Ação e Planeamento

2.1) Principais Estratégias 
2.2) Canais a Utilizar 
2.3) Cronogramas associados às ações 

3) Execução do Plano

3.1) Relatórios em tempo real de acompanhamento de ações
3.2) Metas e Gastos
3.3) Campanhas em Execução no momento
3.4) Definição de melhorias e ajustes


 

Não sabe o que fazer para melhorar o seu negócio? Peça já a sua avaliação gratuita! 👇

Conclusão

Agora que sabe quais são as diferentes etapas de um plano de marketing digital de sucesso, pode avançar na sua estratégia para que o seu negócio seja vencedor. 

Se tiver dúvidas sobre o melhor caminho a seguir, entre em contacto connosco. 


 

+ informações

Subscrição de conteúdo

Receba as novidades sobre os nossos produtos e serviços

+ informações

Descodificamos o algoritmo do Google Branding: passo a passo para criar uma marca incrível
Asset 57
Asset 57
Utilizamos cookies próprios e de terceiros para lhe oferecer uma melhor experiência e serviço.
Para saber que cookies usamos e como os desativar, leia a política de cookies. Ao ignorar ou fechar esta mensagem, e exceto se tiver desativado as cookies, está a concordar com o seu uso neste dispositivo.